domingo, 11 de julho de 2010

Fúria fantástica!


Não... eu não entendo de futebol, aliás sou péssimo com uma bola no pé, por isso não me meto a discutir o futebol e nem suas táticas. Porém copa do mundo é copa do mundo, já diria Cléber Machado. Uma vez a cada 4 anos. É nesse tempo que os "irracionais" amantes do esporte, cancelam seus compromissos e abdicam de suas obrigações (vide, auto escola / cursinho) para ver os melhores do mundo jogando. E eu desde 2002 sou um desses irracionais.

Tá certo, copa... mas não foi uma copa das melhores. Baixa média de gols, erros de arbitragem, jogadores metidos a lutadores de MMA, estrelas não fazendo jus a suas gordas contas bancárias, JAAAAAAABULAAAAAANII, frangos incríveis (disso eu até gosto, rs.) etc...

E a final foi um reflexo disso. Jogo feio(?), violento, truncado e de poucas oportunidades de gol. O que é sem dúvida um reflexo do futebol moderno, um futebol mais tático e que valoriza a posse de bola. E falou em futebol moderno, falou em Real Madrid, Barcelona, entre outros... e seus pupilos milionários intergalácticos (estes, pipoquieros em copas, diga-se).

É uma questão de justiça ver Espanha campeã do mundo. De fato o pais que tem o campeonato nacional mais bem estruturado e de melhor nível atualmente, o que é uma consequencia do grande investimento dos clubes em jogadores e treinadores talentosos, os valorizando, e na minha opinião, valorizando o futebol no geral. A maior força em termos de clube do futebol moderno, sem dúvida.

E foi jogando o futebol moderno que a Espanha sagrou-se em 2010 campeã do mundo. Muitos dirão que a Espanha jogou um futebol feio, e lhes confesso, também acho. Porém foi o futebol feio que derrotou o futebol bonito de Alemanha e Holanda, dando nó em seus craques. Destacando o jogo com os jovens tedescos que tinham pra mim cara de campeões.

A Espanha jogou pro gasto, basta ver que desde as oitavas de final ganhou TODOS os jogos por 1 x 0. Mas é a tendência do futebol pragmático moderno, que a Espanha (que sabe como ninguém joga-lo, e porque não dizer, o ensinou ao mundo) jogou e se tornou hoje a melhor do mundo. Melhor coletivo, mas não individual, paciência. Talvez jamais vejamos um grande talento carregando um time nas costas como Maradona em 1986. Mas título é título, significa ser superior, portanto, parabéns aos espanhóis!

Acabou. A copa que esperamos desde o início do ano veio, ficou e foi. Simples assim. Temos um novo campeão, o que faz com que essa copa seja especial a curto prazo, pois não acho que será tão bem vista pelos historiadores futebolísticos no futuro pelos argumentos já citados.

Mas já era, depois de 64 jogos, Espanha campeã.
Deixo vocês com a música mais bela (pelo menos pra mim) tendo como o tema a copa.


E agora, futebol pra mim de novo só daqui um booooooooom tempo...

2 comentários:

Marcos Antônio disse...

Aeee voltou a escrever,né? Ve se faz isso mais vezes! Vai ter show do Bon Jovi em outubro, cara, faz um "pra gostar de bon Jovi!"
huhiuahiuahaiuhaiuhaiuahiuahiauhaiuahiahauihaiuahiua!

abraços

Ron Groo disse...

Até que enfim heim? Tomara que tenha voltado mesmo...

Agora... Furia mesmo foi do De Jong, que putza pezada no peito do espanhol. Só faltou o Fatality...