segunda-feira, 4 de maio de 2009

Head ache:opiniões do asno [1]

Uma coluna opinativa pessoal, há tempos venho querendo fazer uma, hoje encontrei um tempo livre mas a tendência é, por hora, essas colunas serem divulgadas bem de vez enquando, já que ando MUITO atarefado últimamente. Lá vai:

Enfim, vamos chegando já ao 1º terço de mundial, apenas mais 2 corridas para isso. Um ano que cada vez mais vai se desenhando como uma temporada magnífica, na qual tenho sérias dúvidas se a Brawn vai continuar com essa suberânia, principalmente apartir do GP da Inglaterra quando quem tem dinheiro e "know-how"(traduzindo: Ferrari, McLaren, Renault[Se o que dizem de Alonso sobre a Ferrari for mentira, porque senão não sei o espanhol vai ter empenho para tirar o time do buraco] e BMW[vai...]) já certamente trará para a pista suas soluções aero-dinâmicas testadas e desenvolvidas a longo e médio prazo. Difusores e (ou) então algo que poderá estar sendo feito específicamente no projeto de cada equipe.

É ai o X da questão para o desenrolar do ano, não sei se Ross mesmo com toda sua capacidade de desenvolver carros e tirar coelhos da cartola, vai ter fôlego ($$$) para manter esse que já é um grande começo, digno de seus melhores anos na Ferrari. Basta lembrar que em 2002, quando Ross ainda era da Ferrari, de 4 corridas Schumacher havia vencido 3, assim como Button nesse ano e sendo que em uma delas, o GP de San Marino, com dobradinha, assim como nessa temporada na Austrália. Não, não espero que o time ganhe 15 corridas esse ano como em 2002, isso foi apenas uma referênciaao grande trabalho que Ross faz e fez na F1. Como eu disse pode ser que apartir do GP da Inglaterra possamos ter concretamente uma verdade estabelecida, da qual é muito provável que a Brawn não seja mais a comandante.

Podemos ter uma verdade até bem distante daquilo que é e sempre foi a F1, já que as equipes ditas médias, segundo "a velha ordem", estão em cima e as ditas grandes, também na "velha ordem" apenas uma camada abaixo. Podemos ter pela 1ª vez uma salada de frutas metafórfica na liderança das corridas, de acordo com o carro algumas vezes, dependendo da pista que favoreça projeto "A" ou projeto "B", mas principalmente de acordo com o braço dos pilotos, que agora dão a impressão que serão valorizados como poucas vezes foram na história. Veja bem, com a subida de McLaren, Ferrari e Renault, juntando-se a Brawn, Red Bull e Toyota podemos ter 6 equipes em condição de vitória o que pode significar um campeonato com grandes alternativas em sua metade, lembro, claro, 1982 quando tivemos um campeonato com 10 vencedores diferentes. Muito erros podem caracterizar o mundial, já que para ganhar os pilotos cada vez mais terão que andar no limite, desse modo ficando mais vulneráveis a possíveis erros e até a um maior desgaste do equipamento.

Olhando isso, a regra da proibição do reabastecimento para o ano que vem já não me parece um negócio tão ruim. É claro, eu ainda acho que a F1 perde uma grande variável e até um pouquinho da beleza com essa implementação. Como não se recordar do GP da Hungria de 1998 e da França 2004(apenas citando aquelas que entraram para a história, das varias que ocorreram) quando com respectivamente uma e duas paradas a mais que os concorrêntes Schumacher ganhou de forma épica as corridas. O que poderia voltar com essa regra seria, o treino de classificação de 1h no sábado para definir o pole, já que todos poderão treinar com o tanque vazio, assim inválidando completamente o sistema em vigor, no qual os 10 primeiros tem que largar com mesma quantidade de gasolina do fim do treino e desse modo dando o merecido crédito de pole a quem conseguir o melhor tempo do treino.

O que não pode de jeito algum acontecer é a implementação do sistema das medalhas de Ecclestone e Mosley. Uma grande burrada que pode acabar com a F1. Eu não sei se já houve alguma categoria na qual para se decidir o campeão usaram esse sistema (se alguém souber diga), mas seria interessante testar o sistema antes na GP2 ou em qualquer outra categoria antes de usar naquela que é a principal categoria do automobilismo mundial, assim poderiam prever futuros (para não dizer anúnciados) desastres. Ainda me parece uma presepada daquelas, e como muito provavelmente Mr. Bernie "fucking" Ecclestone não lê meu blog e além do que já provou que é um velho ranzinza, mal caráter, que só vê dinheiro na frente e além de tudo ainda dá sinais de que está gágá, resta saber que argumento a FOTA usará dessa vez para impedir a implementação desse incosto na F1. Se bem que ainda tem muita água para correr e longos meses até
2010...

4 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

Realmente em algumas coisas a FIA acerta, outras erra redondamente, infelizmente. E não sei também se a Brawn terá bala na agulha conseguir o título!
Legal a coluna cara!Sempre que der escreva sim!

Bruno Santos disse...

Também me junto ao coro, muito boa essa nova coluna.
Algum tempo atrás, todo mundo comparou a Brawn com a Mercedes de 54, a Wolf de 77, mas não comentaram que estas equipes acabaram poucos anos depois. Prefiro acreditar que não seja o caminho dessa vez, afinal dinheiro é um problema e Ross deve apostar as fichas para este ano, deixando o projeto do ano que vem de lado. Só me arrisco a desenhar uma nova divisão de forças agora na fase européia.

Quanto ao fim do reabastecimento, muito bem vindo, veremos que economiza melhor o carro, e sem aquele excesso de tática de box. Será que para as petrolíferas foi uma boa notícia? Afinal, parada nos boxes era sinal de propaganda, como da Petrobrás nos tempos de Williams. A conferir os próximos episódios.

BMW?? rsrs.
Abraços.

Ron Groo disse...

Tem nada de asno nas suas opiniões.
Tudo muito bem colocado.
Faça mais isto Gabriel.

Leandrus disse...

De qualquer maneira eu já caí do cavalo, eu não esperava um carro tão bom da Brawn GP já no início do ano, até pq achava que o projeto estava parado no momento em que a Honda se retirou da F-1. Mas também acho que daqui para a frente a situação da escuderia vai ficar mais complicada: aí é que as estratégias de Brawn terão de ser ainda mais eficientes, assim como seus pilotos para cumprí-las...

Eu não quero nem pensar nessa nova regra para o ano que vem. Já pensou se ela é implantada já em 2009? Com as 3 vitórias de Button, já estaríamos tremendo com a possibilidade de ver um campeão tão cedo...

Ateh!