sábado, 25 de julho de 2009

Bullet in the Head


O que falar do acidente de Felipe Massa? Certamente uma das cenas mais fortes que eu já presenciei na F1. Ainda não se sabe o que saiu do carro de Barrichello, uma hipótese possa ser um amortecedor, já que Rubinho diz ter perdido completamente o controle do carro, inclusive em retas. Outra pode ser um pedaço de escapamento, pois tive a impressão de outros pedaços terem saído do carro de Barrichello uma curva antes, levando uma possível degradação da parte de trás da carenagem. Enfim são as hipóteses que vêm a minha cabeça, ainda não sabemos o que houve.

O impacto no capacete de Massa foi tal, que o piloto perdeu os sentidos e segundo o gráfico da FIA e o próprio som de seu motor começou a acelerar e freiar ao mesmo tempo. É nítido que ele mexe no volante antes de o pedaço acertar seu capacete. Enfim agora é preciso esperar.

Felipe deve que ser sedado antes de ser levado ao hospital, já que segundo as fontes da Ferrari e da FIA estava muito agitado. Barrichello disse que ele tinha um corte na cabeça. Isso tudo leva a crer que dificilmente Massa irá largar amanhã. Por precaução é melhor poupá-lo pois uma batida de cabeça não é algo que possa ser relevado clinicamente falando.

Rapidamente lembrando agora de acidentes parecidos na história da F1, tivemos o de Helmut Marko no GP da França de 1972 quando uma pedra levantada pelo carro de Ronnie Peterson bateu eu seu capacete e o cegou de um olho.

O mais recente que consigo lembrar foi o de Tom Pryce na Africa do Sul 1977 quando seu companheiro de equipe Renzo Zorzi quebrou de um lado do circuito e o carro começou a pegar fogo, desse modo dois bombeiros tentaram atravessar a pista, um conseguiu mas o outro não, sendo atropelado por Pryce que morreu instantâneamente com um instintor de incêndio na cabeça. Logo após ocorreu algo muito parecido com houve com Massa hoje, o galês morto dentro do carro continuou acelerando, assim como Felipe, e na curva ao fim da reta bateu no carro de Jacques Laffite também o tirando da prova. O bombeiro também morreu e foi indêntificado por exclusão, já que seu corpo ficou irreconhecivel após a batida.

E isso ainda tendo ainda em mente a fatalidade que matou o filho de John Surtees no domingo passado. Duas fatalidades parecidas em menos de uma semana.

Lembrando também, últimas vezes que pilotos desistiram de provaa por motivos de acidente em treino, salvo engano, Giancarlo Fisichella no GP da França de 2002 quando perdeu o bico e bateu forte na saída curva 3, Ralph Firman também na Hungria na mesma curva da batida de Massa em 2003 e Ralf Schumacher nos EUA em 2005.
Enfim, isso é algo que não estamos acostumados a ver, tomara que nada de mais grave tenha ocorrido com Massa e que ele possa continuar essa boa campanha que vem fazendo nesse ano. Para nós, fãs, fica um baque grande.

A tempo: Massa não corre amanhã segundo comunicado da Ferrari.

2 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

realmente foi um grande susto. Tem uma foto que mostr ao estrago que a peça fez no capacete do Massa. Se ela tivesse entrado na viseira, teriamos uma tragédia. Melhoras pro Zaca.

Leandrus disse...

O que Massa deve fazer agora é descansar e se recuperar bem, não importa quantas corridas perca esse ano. Ele tem que agradecer muito, pois se foi azarado de sofrer um acidente do tipo, foi sortudo por não ter tido consequencias piores.

Quando vi ele acelerando (e freando tb) desacordado, não tive como não me lembrar de Surtees e de Pryce. Ainda bem que o final foi diferente.

Ateh!