quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Perfil - Jos Verstappen (Parte 2)

Em 1999, Jos, desempregado, aceita a proposta da Honda para o desenvolvimento de seu carro. A marca japonêsa visava estrear na F1 como equipe em 2000, Verstappen estava bem no time já que grande parte dele já tinha trabalhado com ele na Tyrrell. Tudo corria bem até que Harvey Postlethwaite, o projetista do carro, morre de ataque cardíaco no meio do ano. A marca japonesa perante a isso toma a decisão de não mais participar do campeonato de 2000, assim sendo apenas fornecendo motores para, Jordan e B.A.R.. Ainda em 1999 ele chegou a testar pela Jordan depois que Damon Hill anúnciou sua retirada.

Verstappen testa a Honda em 1999

Jos por meio da Honda também testa a Jordan e é um dos nomes cotados para substítuir Hill
Para 2000 Jos consegue o posto de piloto títular novamente, ao lado de Pedro De La Rosa compondo a equipe Arrows novamente. O carro não era muito confiável, quase sempre acabava quebrando. No GP do Canadá uma estratégia ousada na hora da chuva rende a ele um 5° lugar e seus primeiros pontos no ano, prova que também ficou marcada pela pintura diferente no capacete de Verstappen, pintura laranja com o brasão da seleção que nada mais era do que um "empurrão" a Holânda que estava disputando a Euro Copa na época. Em Monza mais uma grande estratégia rende a ele outro bom resultado um 4° lugar, depois de uma prova onde chegou a ser 3°. Acaba o ano em 12° no campeonato com apenas 5 pontos.

Capacete comemorativo de Jos no Canadá

Em 2001 ele continua na Arrows , porém agora ao lado do brasileiro Enrique Bernoldi. O ano parecia que seria bom em seu início, porém a equipe desanda já entrando na crise que a faria morrer um ano depois. Talvez sua melhor performance da carreira tenha sido na Malásia onde largou de 17° e na segunda curva já era 5°, posição que ocupou durante boa parte da corrida inclusive com direito a disputa com o bi-campeão Mika Hakkinen, acabou a corrida numa injusta 7° posição. Uma prova depois no Brasil queimou mais uma vez o filme passando por cima de Montoya, enquanto o colômbiano liderava de forma absoluta o GP. Na Austría depois de uma ótima corrida ele consegue um ponto no 6° lugar e no Canadá faz seu melhor grid no ano 13°. Acaba o ano com 1 ponto em 18° no mundial.

Na minha opinião melhor corrida de Jos: GP da Malásia 2001
Em 2002, Jos assina com Peter Sauber para seu piloto de testes para o time suiço, porém um fato no mínimo curioso que já havia ocorrido em 1995 com Nigel Mansell acontece com ele. Os pilotos títulares eram Felipe Massa e Nick Heidfeld, dois pilotos com tamanho de jóquei, assim sendo o carro foi desenhado própriamente a eles, com isso Jos sequer cabe no carro(!!), e assim acaba abrindo mão da vaga na Sauber, e no resto tira um ano sabático.

Em 2003 Jos volta para o status de piloto títular, dessa vez pela equipe Minardi ao lado de Justin Wilson. O ano é dentro dos padrões do nome Minardi. Porém algo fora dos padrões acontece na França, quando o holândes fica na pré-classificação em 1°, 2.6 a frente de Ralph Firman da Jordan. Mas você me pergunta, que classificação é essa?!?! Minardi seguida de Jordan?? pera aí, essas equipes entraram na pista com o treino em seu início e logo em seguida caiu chuva e acabou com as chances do resto do pessoal de marcar bons tempos, no qualifying já foi outra história... A melhor corrida para Jos no ano é o GP do Canadá onde largou de 15°, inclusive a frente de Kimi Raikkonen que era líder do campeonato antes daquela prova, e chegou em 9°, quase pontuando. Acaba seu último ano na F1 zerado.

Jos abandona a F1 depois de um ano relativamente bom
Depois disso foi para a A1-GP na temporada 2005-2006 na equipe da Holânda, Jos chegou inclusive a vencer uma corrida (Africa do Sul), e fez 69 pontos ficando em 7° lugar no campeonato. Na 2006-2007 ele também correu mas só na primeira etapa, substítuindo o compatriota Jeroen Bleekemolen, na primeira corrida, em Zandvoort.

Verstappen na A1-GP em 2005
Nesse ano Jos correu nas provas de endurance da Le Mans, categoria na qual venceu 4 provas nesse ano, 1000Km da Catalunya, 1000Km de Spa, 24 Horas de Le Mans e 1000Km de Nurburgring na categoria LMP2 (Le Mans Prototype 2), resultados que fizeram seu time ser campeão de contrutores nesse ano e "The Boss" ser campeão de pilotos.

Jos se sagrou campeão esse ano na categoria LMP2
Mas atualmente Jos encontra-se em maus lençóis, pois está sendo acusado por sua ex-mulher de perseguição. Nos últimos meses os pneus do carro dela foram furados 3 vezes e Jos, segundo ela, escrevia mensagens em tom ameaçador pelo celular. Nessa segunda-feira ele foi ao tribunal se defender, o veredicto só sai 5 de janeiro e o piloto pode pegar até 8 meses de prisão.

2 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

Grande Jos,acompanhei esse treino da França foi algo incrível os mecânicos comemoravam como se fosse um título mundial!

Speed meu camarada está tudo bem comigo.Eu fui invadido no orkut e como tenho conta google,meu blog tb estava junto e o invasor aproveitou e deixou uma msg no meu blog tb. Mas fique tranquilo,estou bem.

abs!

Leandrus disse...

Speed, por acaso a foto dos mecânicos comemorando citada pelo Marcos Antônio seria essa?

http://images.uncyc.org/pt/2/2a/Minardi_first_france_2003.jpg

Muito sortudo esse Verstappen hein? Quase só correu com bomba! Mesmo assim, tem a admiração de muita gente, já vi muitos fãs dele no orkut, por exemplo.

Ateh!