domingo, 2 de novembro de 2008

"C'est la vie"


Vitória de Massa, sua 11 na carreira, porém, claro, sem sabor nenhum ao saber da derrota, há cerca de apenas 10 a 15 segundos da bandeirada. Todo a efusividade deu lugar a tristeza. Hamilton era o 6 há apenas 2 curvas do fim da temporada, o que dava o título ao brasileiro, porém a tradicional chuva paulistana não deu trégua o que fez com que a aposta de Glock, em ficar na pista e não trocar para pneus de chuva, fosse por água abaixo antes de a corrida acabar. Tristeza tomou conta de todos nesse momento, quase que por número de vitórias um brasileiro é campeão em casa, infelizmente não aconteceu.

Choro de Massa no pódio e no parque fechado, faltou pouco
De qualquer forma Massa foi perfeito e provou que se vira bem sim em pista molhada. Além de não ser sequer incomodado por Alonso no fim, segurou muito bem Vettel que estava mais leve no começo da prova. A tal proeza toma dimensões quando vemos que o tal "rei da chuva" Lewis Hamilton não conseguiu segurar o alemão da STR e quase perdeu o campeonato.
Hamilton com esse título faz a Inglaterra empatar com Brasil no ranking de campeonatos mundiais. 8 contra 8.
Seja dita a verdade, Lewis mereceu o título, não por o que fez hoje, mas pelo excelênte campeonato e pela agressividade que lhe renderam vitórias e pontos que fizeram a diferença agora no final.

Hamilton campeão, merecidíssimo. O primeiro negro na F1, o primeiro a ser campeão, o mais jovem (23 ano e nove meses) e no 2° ano, como Villeneuve há 11 anos
Seja dita outra verdade, Massa seria campeão não fossem os erros em sequência da Ferrari. É só pensar na Hungria, Cingapura... etc.
Porém não tira o brilho do feito de Hamilton e McLaren, embora não tenha ficado em 1 nos construtores. O que faltou foi segundo piloto para o time inglês.
Voltando a corrida, Alonso ficou em um excelênte 2 lugar com Raikkonen num apagado 3. FERNANDO VOLTOU MEUS AMIGOS!
Gradiosa performance de Vettel que mais uma vez fez grande corrida, sempre ali na frente, agressivo quando era pra ser, disputando de igual para igual com Massa no começo da prova e passando de forma heróica Hamilton no fim da prova. Fez um bom trabalho hoje.

Vettel prestes a passar Hamilton
Glock foi o algóz da torcida brasileira hoje, não parou para trocar pneus quando começou a chover de novo há 5 voltas do fim. Uma aposta que oferecia riscos, porém o alemão tentou se segurar. Mas nos últimos metros a chuva apertou, e inviabilizou um desempenho mais rápido do alemão. Foi ultrapassado por Vettel e Hamilton na junção antes da subida dos boxes. Mesmo assim isso não tira o bom trabalho de alemão que largou em 10 e chegou em 6, a frente do companheiro Trulli que largou em 2 e chegou em 8 e também não trocou pneu no fim da prova.
Kovalainen fez o que se esperava dele, nada. Não que ele podesse ter feito algo, mas passou a corrida em branco.
Despedida triste de Coulthard, tirado na primeira curva pelas duas Williams, o carro no qual estreiou na F1. David merecia coisa melhor hoje.

Tchau David! você fará falta!
Nelsinho complicou de vez sua estádia na Renault, errou e bateu no muro na curva do sol na primeira volta. Se estava mesmo tudo meio caminho andado para sua permanência como disseram, diria que agora Briatore vai pensar mais uma vez no que está fazendo.
Barrichello fez corrida apagada, só a chuva poderia ajuda-lo, ela veio, mas isoladamente na prova assim Rubens não conseguiu fazer melhor do que um 15 lugar.
Dou destaque aqui para a falta de desempenho dos BMW's, na metade da prova vimos Kubica não conseguir passar Sutil, inexplicavel. O polonês chegou em 11 e perdeu o 3° posto no mundial para Raikkonen. Heidfeld que ficou boa parte da prova beirando a zona de pontuação uma posição afrente. Será a BMW uma nova Honda/Toyota??
Destaque para a tática de Fisichella que se tivesse carro chegaria nos pontos.
De qualquer forma a F1 está de parabéns, dois campeonatos desse nível de equilíbrio é algo que não viamos desde os anos 80. Eo melhor é que para o ano que vem a coisa promete melhorar, com a evolução da Renault, com a ida de Vettel para a RBR e com uma provável de Toyota e Honda.

O ano que vem promete, e que venha agora nossa "DPT". Depressão pós temporada de F1. :/

Um comentário:

Marcos Antônio Filho disse...

Ah o Colthard foi tirado por uma Williams só,ai de raiva ele tentou tirar o Naka...A finasl foi eletrizante um pena o Massa ter perdido,mas o Hamilton mereceu.Não por hoje,mas pelo o campeonato que fez.

Alonso e Vettel serão grandes nomes ano que vem e a Williams,quem sabe melhora ano que vem...

Tb terei DPT...