terça-feira, 3 de março de 2009

Fim da novela?!?!


E por fim é quase certo que a ex-Honda andará em 2009, o shakedown será na sexta-feira com Jenson Button, um dos pilotos do time.

O que vivemos nos últimos dias foi certamente uma das maiores novelas da história dos bastidores da F1. A cada dia um boato diferente envolvendo Barrichello, Bruno Senna, Virgin, dono da Telmex... e quase que instantâneamente o boato era desmentido ou desacreditado pela imprensa ou pelos próprios protagonistas.

Agora parece que a novela está por fim terminando (ufa... não aguentava mais tanta fofoca de disse-me-disse), foi cravado por varios sites internacionais que a tal equipe que certamente correrá, e com o nome de Brawn Racing, terá motores Mercedes e como segundo piloto, talvez o azarão da disputa, Rubens Barrichello, que com isso entrará em seu 17º ano de F1.

Assim dessa forma Bruno Senna fica a pé, pelo menos por enquanto, nesse ano já que desistiu da GP2. Como já havia dito aqui há uma semana mais ou menos acho que Bruno foi um tando precipitado, ter investido o tempo em uma boataria foi um erro, tudo bem que quando Fry estava a frente do time era uma possibilidade real, mas de qualquer forma investir no espólio de uma equipe e ainda mais sendo o que foi a Honda foi muito infeliz da parte de Bruno e seus empresários. O que resta agora é ou tentar a GP2 ou se Bruno tivesse mesmo algo com a Mercedes correr na DTM.

Já Barrichello foi escolhido claro por sua experiência, e como também já havia dito aqui, seria a escolha mais acertada visando resuldados a longo prazo para a nova equipe. Com isso Rubinho entra em mais uma temporada ampliando seu recorde de GPs apartir de 267 no começo dessa temporada, se um dia vier a ser alcançado vai demorar muito.

Aproveitando a oportunidade seria muito bom que as pessoas começassem a respeitar mais o Rubinho, ele juntamente a outros pilotos deram o azar de ser da mesma geração de um dos maiores senão o maior piloto de todos os tempos, Michael Scumacher. Para mim é ignorancia pura falar que Barrichello é ruim, ele de fato ajudou constantemente Schumacher em suas conquistas na Ferrari, quando forem lembrar mais para frente do "Dream Team" da F1, que foi realmente a Ferrari de 2000-2004, Rubinho estará ali no meio como peça fundamental em tudo aquilo. O problema na minha opinião são suas declarações fora da pista, sempre muito ingênuas e pouco fundamentadas, o que acaba ajudando na sua certa impopularidade no Brasil.

De qualquer modo seria muito bom que todos o respeitassem mais por tudo que fez na carreira. Levou muito na cabeça de todos nos tempos de Jordan e Stewart por não vencer corridas na carência que o Brasil tinha de Ayrton Senna. Conseguiu um grande ano em 1999 foi pra Ferrari onde encontraria uma estrutura melhor, porém como a história provou Schumacher nunca permitiu que o mesmo tratamento seu fosse dado aos companheiros de equipe. A história está ai para ser estudada e vista por quem se interessar, Rubinho assinou com a Ferrari sabendo disso?... teóricamente sim, mas daí ficar tirando barato e falando mal dele é muita maldade, muita gente que fala mal do Barrichello se tivesse o mesmo talento e a mesma chance que ele faria a mesma coisa.

4 comentários:

Felipão disse...

Aleluia mesmo...

Finalmente vão parar com essas conversinhas...

E v tem razão. Merece respeito por tudo o que fez, além de ter a chance de uma despedida digna...

Ron Groo disse...

É meu caro Gabriel...
É o unico fim de novela em que possivelmente o vilão vai ganhar como premio a mocinha.

Marcos Antônio Filho disse...

aleluia mesmo!
O Barrica vai ser apenas m piloto de testes de luxo. E Na USF1 ele vai fazer a mesma função. Mas o ideal seria que ele aunuciasse que essa temporada será a sua última. Assim ele poderá ter uma despedida digna.

Felipe Maciel disse...

Enfim, o fim. Essa história cansou e terminou bem para Rubens. Só espero que seu ano de despedida não saje como em 07, quando nem sequer chegou a pontuar. E olha que as chances são grandes de se repetir, já que a bagunçada ex-Honda não inspira a menor confiança.