quinta-feira, 12 de março de 2009

Tirando conclusões

Não vou e nem pretendo falar dos testes de inverno aqui, mas acompanhando os resultados desses que acabam hoje, muito me surpreendi com a reincidência de algumas equipes. Pontuando gostaria de destacar 3:

-Brawn GP: Todos nós falavamos que ia apenas fazer número no grid e que apenas ai ser notada em caso de acidentes, quebras e como retardatária atrás de todos. Porém os testes não dizem isso, a Brawn treinando com todas as 10 equipes não ficou um dia fora do Top 4. Se fosse uma vez ou outra, mas não, todos os dias vemos o carro da Brawn na frente desde que começaram os testes, e fazendo simulações de GPs completando cerca de 100 voltas por dia. Carro bem nascido do talvez maior mago projetista da F1 atual, Ross Brawn.

Não acho que o Brawn vá andar em 1°, não seria viável pensar que um time que há uma semana atrás não sabiamos nem se alinharia na Austrália vá liderar corridas, porém não será fundão com toda a certeza. Tempo dirá a verdade mas a Brawn não vai figurar como achamos.

-McLaren: O time de Working está encontrando serissímas dificuldades com as novas exigencias aero-dinâmicas feitas pela FIA. Tinhamos essa idéia já durante os testes no Algarve com o uso da asa traseira de 2008, mas o que era para ser algo passageiro virou crônico e o time tem problemas para se estabelecer com a aero-dinâmica 2009, por assim dizer. Fato é que Hamilton bateu forte em Jerez no último dia de teste lá e a McLaren não vem conseguindo em Barcelona andar na frente, sempre esteve entre os últimos colocados com Kovalainen e inclusive Hamilton que ontem ficou na lanterna. Até Norbert Haug chefe de corridas da Mercedes-Benz já fala mal do potêncial do carro. O que me faz levantar aquela hipótese de Whitmarsh e McLaren estarem pagando pela inesperiência como pagaram Domenicali e Ferrari ano passado. Parece que o jogo inverteu.

-Ferrari: E de fato a Ferrari me dá a impressão de que pode ir além do que rende, tem ficado a exceção de hoje no Top 4 porém sem fazer tempo para ficar em 1° e ganhar mídia, e sim ficar mais atrás ali para ser "abafada" pela Toyota, BMW e Brawn GP. Há ainda alguns probleminhas com relação ao KERS, claro, não poderia ser diferente talvez a maior novidade em termos revolucionários dos últimos anos na F1, é normal que tenham problemas no início. Porém a Ferrari sempre está ali entre os primeiros e aposto nesse ano em um começo muito forte do time italiano.


Para tirar as provas os resultados dos testes estão na ordem aqui, aqui, aqui e aqui

2 comentários:

Bruno Santos disse...

Mas essa diferença de quase um segundo do Barrichello hoje, e do Button ontem, faz pensar que a equipe estar andando forte para dar nas vistas para patrocinadores. Mas a resistência do carro impressiona. Parece ser a única a não usar o KERS nesta temporada, pode ser um fator de risco a longo prazo.

Realmente a McLaren não estava escondendo o jogo, o carro tem alguns problemas. Hora de vermos o talento do Hamilton no desenvolvimento do carro.

E por último sobre a Renault. O carro não foi bem nascido. Um problema sério que pode acabar com a carreira do Nelsinho.

Abraço.
Ah, obrigado pelos comentários no meu blog. Valeu mesmo.

Ovi disse...

La verdad es que si tenemos que resumir estos tests, se resumen diciendo hay mucha igualdad.
Las conclusiones que hemos sacado es que renault esta fuerte, ferrari muy fuerte, pero con problemas de fiabilidad.
Pero la gran duda es mclaren, que les pasa?.
Espero que se nos aclaren estas dudas en los proxios tests.
Un saludo.
PD:Perdon por no haber firmado antes pero me ha sido imposible.